5 dicas para quem pensa em fazer intercâmbio na Irlanda

Intercâmbio na Irlanda? É essa a sua ideia? Parece um plano ótimo!

Uma pesquisa feita pelo site holandês Study Portals revelou que a Irlanda é o destino da Europa onde os estudantes internacionais sentem-se mais satisfeitos.O país possui uma população acolhedora, belas paisagens naturais e históricas, além de cidades universitárias repletas de atividades culturais e sociais. Além disso, na Irlanda você poderá estudar inglês e trabalhar ao mesmo tempo,o que em muitos países é proibido, por lá é totalmente liberado (seguindo algumas regrinhas) o que já facilita a vida, e muito, a vida dos estrangeiros.

Pensando nisso, 5 dicas para quem se aventurar nessa:

  1. Tenha uma reserva. Não só na Irlanda mas em qualquer país que você migra, a não ser que você vá por uma proposta de emprego ou uma vaga garantida, não é certeza que no outro dia você será contratado, portanto tenha em mente que até lá você precisa comer, vestir e morar, e separe um dinheiro para viver um tempo que você ache necessário até conseguir um emprego.
  2. Faça um bom currículo. O nosso primeiro pensamento é sempre “cheguei, ótimo, agora preciso arrumar um trabalho” e essa primeira apresentação (currículo) é muito importante por lá, então tenha se possível, mais de um currículo diferente para diferentes áreas e invista nisso.
  3. Procure uma agência. Principalmente para quem nunca saiu do país, contar com uma empresa especializada nesses assuntos facilita e muito. Elas te dão um suporte na questão de documentos, visto, escola, dicas financeiras, propriedades sobre o local, e muitas outras que podem te salvar em algumas horas.
  4. Já vá com moradia garantida. Locação é bastante caro e quanto mais critérios (perto do trabalho, perto da escola, onde à mais opções de transporte público, etc) mais difícil fica de encontrar algo que te atenda e te agrade, então até isso acontecer tenha “um teto” para todas as ocasiões.
  5. Gasto com saúde. Na Irlanda não existe SUS então tudo será particular e caro. Se você tem alguma doença crônica, imunidade baixa, adoece com facilidade, etc, faça um seguro particular que cobrirá seus gastos ou uma parte deles, desta forma ficará mais em conta.

E um bônus: a Europa é gelada na maior parte do ano, então fique de olho nas roupas que decidir levar. Se for na época do inverno, leve pelo menos um agasalho caprichado, mas não se preocupe em comprar várias opções no Brasil, pois provavelmente você encontrará os materiais mais adequados para segurar o friozão europeu por lá mesmo. Procure bazar e brechó (chamados também como Second-hand stores e Shops) para encontrar agasalhos legais e mais baratos.

E é claro que nem sempre tudo que se ouve dizer realmente dá certo, às vezes funciona para um e não para outro, não existe regra. O importante é ter um objetivo definido ao viajar e não deixar de aproveitar ao máximo as experiências incríveis que vão acontecer.

Texto de Débora Amorim

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

× Precisa dos nossos serviços? Chama no Whats!